quinta-feira, 19 de maio de 2011

Pra você

É, meu amor, parece que sim, que nós, do jeito que viemos ao mundo, com a sabedoria inicial ainda intacta e um colo a 36 graus para acariciar os pulmões, ainda estamos inteiramente vivos. Expandir e contrair não mais dói, salva, mas o sorriso – como se fosse o primeiro, em dó maior – persiste. É, meu amor, parece que é, sim, um longo começo, os outros nos olhando como naquela vitrine, o berço da nova civilização que seremos, e a vitrine será um espelho, porque os outros também somos nós e tudo é novo e puro e doce, como o mel, amor, como o meu, amor, os meus dias cheios de sol e sou grata por você ser parte deles. Você, o meu amor, ou eu, agora, hoje, parece que sim, somos um.


[ao som de: http://www.youtube.com/watch?v=QW0i1U4u0KE&feature=related]

5 comentários:

  1. Eu e vc escrevendo juntos ao som da banda mais bonita da cidade. Olha isso:

    http://arremedo.wordpress.com/2011/05/19/oracao/

    vou repetir sempre que tenho saudade das suas delicadices.

    ResponderExcluir
  2. arte de viver inspira. hoje e amanhã.
    todo dia. lindo texto. linda mulher.
    lindo esse amor. Pertencendo a gente vai longe!

    Cabe em mim tudo dessa despensa. Chega junto.

    ResponderExcluir
  3. acho que todo mundo está meio que embalado por essa música e isso é bom. até coloquei ela no meu post de hoje (coincidências.. rs)

    bjinss

    ResponderExcluir
  4. Gostei bastante do Blog.
    Muito interessante !

    É bom ver a cada dia que passa mais originalidade nessa "blogosfera". :)

    Deixo o meu aqui caso queira dar uma olhada, seguir..;
    http://bolgdoano.blogspot.com/

    Muito Obrigada, desde já !

    ResponderExcluir
  5. adorei o blog já tenho salvo nos favoritos

    (se quiser dar uma olhada em nossos contos e poemas: http://liceucultural.wordpress.com/
    nosso face: http://www.facebook.com/LiceuCulturaDevenir)

    ResponderExcluir